Ruy Guerra volta ao teatro com ‘Os Exilados’

Após 30 anos sem dirigir espetáculos, cineasta retorna com texto de James Joyce

Espetáculos & Cia

21/09/12 13:45 - Atualizado em 21/09/12 14:06

Peça Os Exilados

‘Os Exilados’, a única peça teatral escrita pelo autor irlandês James Joyce, foi um grande incentivo para o cineasta, escritor e letrista, Ruy Guerra, voltar a dirigir espetáculos após quase 30 anos afastado.

Ruy diz que não esteve afastado do teatro, mas da atividade de diretor. Nesse tempo ele marcou presença escrevendo peças. Possuidor de múltiplas habilidades, Ruy conta que é difícil estar presente o tempo todo em todas as áreas. “O cinema e o teatro, embora sejam primos, na vida real os caminhos são diferenciados. Então fui adiando, até que esse convite me permitiu voltar como diretor”.

‘Os Exilados’ em cartaz em São Paulo, no Teatro Nair Bello, teve adaptação e nova tradução. O texto original possui três atos, ou seja, levaria 3h30 para ser realizada.

A peça relata a história de um quadrilátero amoroso em 1912. Em Dublin, o escritor Richard Rowan, vivido por André Garolli, é casado com Bertha, interpretada por Franciely Freduzeski. O jornalista Robert Hand, vivido por Álamo Facó, é apaixonado Bertha, esposa de seu amigo. Uma história de conflitos entre o desejo e o rompimento de parâmetros sociais. Ruy conta que a peça, debate o fantasma da amizade e o fantasma do amor. A relação de dois grandes amigos apaixonados pela mesma mulher.

“Os personagens se debatem nesse conflito central, na medida em que o amor e a amizade aprisionam. O amar é uma prisão e não uma libertação, coisa de Joyce”.

O cmais+ é o portal de conteúdo da Cultura e reúne os canais TV Cultura, UnivespTV, MultiCultura, TV Rá-Tim-Bum! e as rádios Cultura Brasil e Cultura FM.

Visite o cmais+ e navegue por nossos conteúdos.

Comentários

voltar ao topo